25 de outubro de 2012

Maquilhagem | Base & Corrector

(O post ficou longo, mas acho que o assunto interessa)

Há muito que queria falar de dois dos produtos que não dispenso no meu dia-a-dia, a base e corrector. O corrector porque tenho umas olheiras que vão daqui a Marte é impossível viver sem ele, a base porque habituei-me e já não consigo olhar ao espelho e ver a pele sem ter a uniformidade que a base proporciona. 



Começando com as bases, a área em que existem mais erros a ser cometidos e mais dúvidas, por isso vou tentar esclarecer as três dúvidas que mais frequentemente me aparecem nos workshops de Maquilhagem e Consultoria de Imagem.

Para que serve a base?

A base serve para uniformizar a pele, não serve para dar cor ao rosto, para essa função existem os pós bronzeadores e os blushs (estes usados com cuidado para que fique com um ar natural).

Como é que sei qual é o tom certo para mim?

Como disse na questão anterior, a base não serve para dar cor, por isso a cor que quer é a mais aproximada do tom da sua pele, melhor ainda quer que a base seja da cor do seu pescoço, para que não haja aquele belo efeito de mascara. 
O meu conselho é que leve alguém consigo quando vai comprar a sua base, experimente-a no pescoço e com a ajuda da pessoa que foi consigo tente ver se a base faz ou não uma mancha no seu pescoço, se não fizer ACERTOU é a base certa para si.

Que tipo de base devo de escolher?

Existem diversos tipos de base, em pó, mouse, liquidas e dentro destas há um sem número de tipologias. A escolha do tipo de base que usa vai sempre depender o seu tipo de rosto e do seu gosto pessoal. Eu prefiro as bases líquidas, sem óleo, são bases fáceis de aplicar e que se fundem extremamente bem com a pele. 
Em norma, quem tem peles mais oleosas prefere bases em pó porque retêm alguma oleosidade, mas cuidado com este tipo de bases, só devem de ser usadas por quem tem uma tez uniforme, pois marcam todas imperfeições que temos no rosto. As peles secas por sua vez, preferem produtos mais cremosos.

Corrector

Falta então falar dos correctores, estes também existem em variadas formulas, que vão das mais pastosas às líquidas. Mais uma vez, os produtos mais grossos, pastosos, vão nos marcar mais, mas também nos dão uma melhor cobertura.

Se tem uma olheira muito marcada o que lhe sugiro é que tenhas dois correctores um da cor exacta da pele, ou seja da mesma cor que a base, e outro um tom abaixo. O primeiro irá servir para apagar pequenas imperfeições que tenhamos na pele e para corrigirmos a olheira, o segundo, mais claro, serve para colocarmos no canto interno do olho onde a olheira é mais escura e mais difícil de corrigir (este é o método que com a experiência me tem dado mais resultados a corrigir olheiras, não é o método clássico). Se a sua olheira não é marcada de certo que só precisa do corrector que tem a mesma cor que a base, não há razão para fazer o investimento num segundo produto. 

Eu sem e com base e corrector

Peço desculpa pela qualidade da fotografia, auto-retrato é difícil e eu não sou nada fotogénica, mesmo assim achei que havia interesse em ter aqui um antes e depois.


3 comentários: