23/09/2016

Recomeço | Declaração Slow Fashion

Setembro, o mês dos recomeços, o mês de voltar às rotinas, o mês da nova coleção que mesmo com este calor apetece comprar.

O meu recomeço inicia-se com uma declaração, algo que já existia no meu trabalho mas que não estava assumido preto no branco aqui no blog. Que declaração é esta, é um STOP,

STOP às compras desenfrenadas todas as coleções, 
STOP a comprar só porque é tendência, 
STOP a deixar de usar só porque é da coleção passada.
STOP!!

Quem me segue à algum tempo sabe que não sou de tendências, já o expressei aqui mais do que uma vez, devemos de saber o que há de novo, estar actualizados, podemos ou não incluir algumas peças das novas coleções no nosso guarda-roupa se gostarmos, se fizer sentido para nós. O que eu sou  apologista é de sermos criativos com a roupa, usando a mesma peça de várias formas, em diferentes coordenados e em diferentes ocasiões, algo que mostro como fazer em todos os meus workshops e nos conjuntos do dia a dia que partilho convosco. Para mim isso sim é estilo.



É urgente parar e pensar porque estamos a comprar e o que estamos a comprar. Temos de parar e pensar no impacto que comprar só por comprar traz para o nosso planeta e para a nossa economia pessoal. Muitos recursos são usados para fabricar o que vestimos e por isso temos a obrigação de sermos conscientes, além dos euros que gastamos em peças que podemos não rentabilizar. 

Com isto não quero dizer não às compras, muitas vezes as compras são importantes (e para mim são parte do meu trabalho) mas devemos de comprar sabendo o que temos em casa, o que nos faz falta e a mais valia que aquela compra pode ter para nós. Também não estou a dizer que não às marcas fast fashion, que estão cada vez mais conscientes da sua responsabilidade ambiental. Estou a dizer que SIM a um consumo mais ponderado e consciente. Estou a dizer que a moda, o estilo é muito mais do que as últimas tendências.

Será mesmo que temos de ser escravos das tendências? Eu acho que não.

#SLOWFASHION

16/09/2016

Ainda a pensar nos dias | Rita de Férias


Dias de calma. Dias sem planos. Dias entregue aos livros. Dias com a família. Dias com o amigos.



(a sorte de ter um irmão que se arma em realizador)

Aos poucos a voltar às rotinas, aos clientes, aos novos projectos e aqui ao blog.

03/08/2016

Hoje Foi Assim | Uma parede bonita

Eu sei, já faz tempo que não passo por aqui. Desculpo-me com o tempo de férias, com o calor que adoro mas que me torna mais lenta e com o trabalho, são os culpados por não passar aqui como queria. Desculpem. Podem sempre saber novidades no facebook e no instagram.

Hoje encontrei uma parede que me fez querer tirar umas fotografias. Nada planeado, foi o local certo, ter um "fotógrafo" por perto e surgiu um hoje foi assim. A roupa é de uma mulher real, num dia casual com uma parede bonita de pano de fundo.



30/06/2016

Truques & Dicas | O Que Não Vestir Se Tem as Coxas Roliças

Escrevo este "O que não vestir se..." a proposito de um comentário que recebi de uma leitora que dizia o seguinte:  

"Que tal, o que não vestir para quem tem aquelas carninhas nas coxas, cintura fininha e anca para o largo com os ditos altos nas coxas."

Pela descrição da leitora estamos a falar de um biótipo Pêra, que se caracteriza por uma cintura fina e ancas e coxas mais largas.  Por norma quem tem este tipo de biótipo comete o grande erro de quem quer esconder com camadas de tecido, o que normalmente só aumenta mais o tamanho.

Vamos lá ao que não deve de fazer.



Peças brancas que caem na zona da anca/coxa. Não está a tapar nada, está a dar mais volume e a chamar a atenção para a zona mais larga do seu corpo.



Usar calças justas, aquelas muito justas em que se nota todo e qualquer sulco das suas pernas. Prefira modelos mais largos e com menos elástico, calças com corte a direito são as ideais.



Saias justa, saias lápis não são as melhores. Pode não acreditar mas modelos estruturados em A são os melhores para si.


Vestidos justos, nos vestidos é a mesma história. Os modelos mais justo vão marcar tudo, colocando em evidência o que não queremos. Se quiser mesmo usar um modelo destes compense com volume na parte de cima.



Folhos/ volumes/ padrões na zona da anca, vai dar mais volume e chamar mais atenção para esta zona, não queremos isso. 

Se como esta leitora tem uma questão para me fazer siga-lhe o exemplo e deixe um comentário aqui no blog. Eu respondo logo que consiga.

20/06/2016

Palavras Bonitas | Testemunhos Workshops Consultoria de Imagem

Há momentos de loucura em que não pensamos, fazemos, são esses momentos que nos mudam a vida. O momento em que decidi estudar consultoria de imagem foi um desses momentos.

Outro momento marcante foi o primeiro workshop que dei com a minha querida Margarida, o Mulheres em Mudança (que saudades de fazer este workshop) onde descobri a minha paixão por transmitir conhecimento. ADORO dar workshops e sei que quem participa gosta muito. Sei porque partilham comigo e eu hoje partilho convosco.



"Achei o workshop muito interessante, na medida em que sinto que aprendi mais sobre como tirar partido da minha imagem, do meu corpo e do meu guarda-roupa. Através de uma abordagem simples e prática, a formadora conseguiu motivar para a importância do cuidado pela imagem. Obrigada!"Paula


"Foi muito interessante, aprendi imenso e fiquei sem dúvida mais consciente acerca do que vestir e como vestir o meu corpo. O único problema é que agora só me apetece deitar a roupa toda fora e comprar tudo de novo. Também acho engraçado o facto de olhar para as pessoas que me cruzo durante o dia de forma diferente!"
Otília


"Gostei muito de participar no workshop! A Rita conseguiu, em pouco tempo, transmitir informação variada e forneceu várias dicas às participantes, de forma a que estas possam valorizar-se através da imagem. Foi uma tarde muito bem passada! Obrigada! "
Hélia

Eu é que agradeço
 OBRIGADA

Estes testemunhos são do último workshop que dei em Leiria em parceria com a Inn.pact